Sobre

A Plataforma de Economia Ilícita é um repositório digital de dados e informações sobre a presença e funcionamento dos mercados ilícitos no Brasil e sobre modelos de controle desse complexo fenômeno pelo mundo. Nosso objetivo é difundir conhecimento técnico para promover o recuo e controle da Economia Ilícita no Brasil e na América do Sul. 

Economia Ilícita é um fenômeno formado por mercados de produtos ilícitos a priori como drogas e pessoas, e produtos ilícitos desviados ou subtraídos do mercado legal, como tabaco, eletrônicos e tv a cabo. Em comum, geram alta lucratividade aos criminosos e graves externalidades negativas à sociedade, como epidemias de crimes, corrupção, trabalho análogo à escravidão, danos à saúde e ao meio ambiente, aumento das perdas e do risco do setor produtivo. Por óbvio, a economia ilícita gera impacto nos índices de segurança pública e na capacidade econômica dos países onde se instala.

Problemas complexos exigem soluções igualmente complexas, por isso nosso foco é produzir e reunir conhecimento científico para embasar políticas públicas e estratégias privadas de controle dos mercados ilícitos, o que depende de diagnósticos capazes de responder questões tais como:

  • Como monitorar os mercados ilícitos e os impactos econômicos e sociais por eles causados?
  • Existe cooperação ou integração entre esses mercados ilícitos? Qual o nível? 
  • Como enfraquecer a economia ilícita? Agir sobre redes criminais, sobre um mercado ilícito específico ou sobre segmentos desta economia? Como avaliar essas ações?
  • Como minimizar externalidades negativas como epidemia de crimes e aumento de perdas empresariais? 
  • Nosso sistema de segurança pública e justiça criminal detém recursos, como legislação adequada, para enfrentar as redes criminais com eficiência? Se não, o que precisa ser alterado?
  • Como a economia ilícita se infiltra em instituições públicas e empresas legais?

Desenvolvemos a plataforma para apoiar a sociedade na busca por respostas técnicas para essas e outras questões através de recursos como: 

  • O CENSO DE MERCADOS ILÍCITOS, base de microdados de crimes relacionados a mercados ilícitos, disponibilizado como um serviço de interesse público, através de um portal digital geoestatístico, denominado MAPA-CENSO, e um dashboard com informações gráficas, denominado PAINEL-CENSO. Indicadores construídos com base nos dados do Censo por usuários parceiros (como universidades), sobre mercados ou atividades ilícitas específicas serão disponibilizados no campo INDICADORES do portal. 
  • Vídeos conceituais que explicam de forma rápida e didática conceitos técnicos e científicos sobre a formação do fenômeno da Economia ilícita, a operação das redes criminais e as possibilidades de controle.  
  • repositórios (box) de análises e pesquisas baseadas em evidências, divididos em quatro áreas: (1) PROBLEMA, com informações sobre a expansão dos mercados ilícitos; (2) CAUSA, que apresenta o conceito custo do crime como mecanismo de incentivo criminal; (3) CONSEQUÊNCIA, sobre a relação de causa e efeito entre mercados ilícitos e problemas criminais; e a (4) SOLUÇÃO, sobre como a reestruturação do custo do crime no Brasil pode conter o problema. Como desenvolvimento deste setor, organizaremos um programa de tradução de bibliografia técnica sobre economia ilícita, que dominamos de Ilicitoteca, que será produzida a partir de parcerias e fomento.   

A plataforma conta ainda com o campo Agenda, onde informaremos os eventos antimercados ilícitos em curso no país e no mundo, conforme o desenvolvimento das nossas atividades. 

A Plataforma de Economia Ilícita faz parte do projeto Censo de Mercados Ilícitos – Plataforma de dados espaciais sobre comércio ilícito, crimes relacionados e dados socioeconômicos para a formulação e avaliação de políticas públicas na tríplice fronteira Brasil-Paraguai-Argentina”. O projeto é financiado pelo PMI IMPACT, uma iniciativa global da Philip Morris International (PMI) para apoiar projetos dedicados ao combate ao comércio ilegal e crimes relacionados.